Perdida em Copenhague: um bate-volta muito louco

outubro 04, 2017

Fala, galera!! Quando eu ainda estava morando na Noruega, um amigo meu brazuca resolveu fazer um tour pela zoropa e aproveitou meu quartinho pra passar um tempo em Oslo e me visitar. Em gratidão e pra ter companhia, ele acabou me levando pra conhecer Copenhague, num bate-e-volta massa pro país vizinho, a Dinamarca.

Como eu fui de madame (hahaha), não sei dizer bem quais são os valores, mas joguei aqui no Google e vi que, hoje em dia, a viagem de ônibus com a NetBuss sai por mais ou menos 240 reais. Eu e Vitor, meu amigo, pegamos o ônibus às 21:50 e chegamos na capital dinamarquesa às 06:05! O sol ainda começando a dar as caras e a gente já na maior algazarra!!


Detalhe que, quando nós dois entramos no buzu, começamos a falar mal de cada passageiro que ia entrando. Tinha uma mulher esquisita, o motorista tava de mal humor, parecendo que mulher dele tinha dormido de calça jeans, teve um pequeno barraco na entrada... E a gente no maior papo, falando sobre todo mundo. Até que, do nadaaaa, um carinha sentado na nossa frente se virou pra trás e mandou: Oi, eu sou brasileiro também, vocês são de onde? hahahaha 

Magina o sustoooooo!! E a gente assim analisando nossas últimas palavras pra tentar lembrar se tinha falado mal desse cara hahaha Mas acho que não porque ele encarnou na gente o passeio todo. O moço também estava fazendo bate-e-volta e pediu pra colar na nossa turistagem. Deixamos, claro! :))) Daí foi bom porque finalmente eu e Vitor conseguimos tirar algumas fotos super bacanas.

Andamos pelo centro, fomos caminhando pra ver se achávamos alguma coisa legal de ver e fotografar. A única coisa turística, que a gente foi na intenção mesmo de ver, era uma sereia super famosa de Copenhague. De resto, a ideia era caminhar e ir vendo os lugares, as ruas, as pessoas, as praças, os prédios... Tiramos algumas fotos na rua principal e numa exposição fotográfica que estava acontecendo no centro. Antes do dia começar de verdade, as coisas estavam bem vazias e foi a melhor hora pra turistar sem culpa e sem medo!!!

Vitor y Yo

Apenas o sol nascendo e o lixo das farras dinamarquesas na sexta-feira


'você nunca sabe quando o clique de um botão pode se tornar eterno', na galeria
Andamos por um tempão, encontramos um castelinho mega fofo e com estátuas legais. Tiramos algumas fotos que ficaram boas e outras não tão boas. A minha melhor ideia foi me encolher pra conseguir fica com a cabeça na direção exata da coroa:

perceba a arte da pessoa

o prédio é aquele ali atrás de mim, olha
Depois disso, rodamos a cidade IN TEI RA tentando encontrar a tal sereia e não conseguimos de jeito nenhum!! Se tem uma coisa que as pessoas sempre me perguntam quando digo que fui a Copenhague, é se eu comi chocolate hahaha A segunda é sobre essa bendita sereia perdida. A resposta para as duas coisas é "não" :((( Não comi e não achei. Agora infelizmente terei que voltar pra Dinamarca pra comer chocolate e achar a tal estátua.

Lógico que, depois de tanto rolé, bateu uma fome tensa. A comida lá não é muito cara, mas a gente estava em contenção de despesas e no modo mochileiro de viagem, então decidimos comer no McDonalds mesmo. Vitor ainda pagou meu lanche, olha quanto amor desse menino!! hahaha Comidos, bebidos e perdidos, tiramos nossas fotos mais artísticas e meigas.

sim, essa foi mensagem subliminar pra gente parar pra comer URGENTEEE 

eu e vitor sendo retardados mentais em solo internacional

sendo artística e conceitual hahaha

E foi isso, gente. Pegamos o ônibus de volta às 22h e chegamos em Oslo no domingo só a capa do Batman lol Tudo deu certo, fizemos um amiguinho e ainda curtimos o dia em outro país. Uma experiência divertida que eu deveria ter repetido em Estocolmo, na Suécia, mas infelizmente não $rolou$  hahaha Mas ainda tenho a vida inteira pela frente, né? Torçam pra Deus me dar vida e dinheiro que é pra ainda ter bastante post de viagem aqui no Centri! :P

não sabíamos, mas a sereia perdida estava embaixo dessa ponte! :x
Meu plano hoje é ser au pair nos EUA por dois anos e depois voltar pra Escandinávia por mais dois anos. Será que eu aguento ou vou enlouquecer antes do segundo ano nos EUA terminar? hahahah #mandemsalmos :P

Leia também

0 comentários